Zoo de Buenos Aires

Um passeio com muitas atrações. Arquitetura, natureza e ciência combinam para gerar um espaço único na cidade.
São poucas as crianças que tendo crescido na cidade ou ao passar por ela não tem feito um passeio pelo Zoo de Buenos Aires. Para quem conheceu há anos, qualquer pretexto é bom para voltar a descobrir a sua mágica; as crianças sempre encontram algo novo para ver.

Como tantos, tínhamos visitado alguma vez o Zoo; muitas mais vezes passamos frente à sua porta em Praça Itália indo de um lado a outro. Dessa vez decidimos fazer uma parada e ingressar a essa porção da infância. O passo pela bilheteria é uma viagem a outra dimensão: do outro lado do barulho e a cidade encontramos um espaço calmo, verde, amplo e à vista, como um mundo diferente.

O sol parece brilhar de outro jeito no zoo. Entramos e vimos flamingos pousados na água; a fonte espalhava levemente; os prédios apénas assomavam sobre as árvores; os grupos de crianças de jardim de infância avançavam em fila detrás das suas professoras; dois casáis de turistas estrangeiros, um com três filhos, pousavam para uma foto frente ao lago Darwin. Tudo aquí está feito para a lembrança.
  • Darwin lago

    Darwin lago

  • Urso de óculos

    Urso de óculos

  • Mara bebê

    Mara bebê

  • Estes animais surpreendentes

    Estes animais surpreendentes

  • Hipopótamo

    Hipopótamo

O espaço do zoo está tão bem desenhado que um quase poderia esquecer dos animais e usufruir de um bonito parque: os lagos artificiais, os passeios, as pontes, as plantas, os prédios de diferentes estilos. Tem algo fora do tempo fora do espaço nesse recanto da cidade. Mas, é claro, o que queremos ver são animais.

A primeira coisa que chamou a nossa atenção avançando pelas trilhas do Zoo foi a presença de diferentes animais que caminhavam livres pela gramma, frente de nos, nos lateráis. A sua casa é o Zoo inteiro: patos, maras, diferentes pássaros. Acostumados à presença dos visitantes, vivem a sua vida sem se sentir perturbados, exceto cuando alguém aproxima comida.

A maioria dos animais, porém, mora em espaços especialmente desenhados para eles: espaços com água, com sombra, com árvores, com brinquedos, com troncos, com grades. Pode parecer triste ver espécies salvagens encerradas, mas é parte da realidade dessas criaturas: muitas enfrentam a possibilidade de uma extinção devido ao avanço do homem. Com cuidado e a ajuda da ciência, o zoo procura a sua preservação e ao mesmo tempo permite ao público descobrir as maravilhas da natureza.

Em qualquer lugar ao que formos sempre tinha alguem tirando foto, todos querem guardar alguma lembrança desses animais incríveis: do urso polar ao quati, do condor à hiena, do hipopótamo e a girafa, os chimpanzé e o antílope, o bisão e o aguará guazú.

Mas nem todos os animais encontram se no ar livre, o zoo também conta com espaços fechados nos que moram outras espécies. No nosso passeio visitamos o reptilário, o aquário e a mata sub-tropical. O parque conta também com dois carroceis e uma zona de jogos para os mais pequenos.

Tem tanto para ver no zoo que uma visita não é suficiente. Seja que pasem dias ou anos entre uma visita e a seguinte, sempre acharemos alguma coisa nova para descobrir.
Leia passeio completo...Marcos Rodríguez / Marcos Rodríguez

Dados úteis

Cómo chegar: Zoo de Buenos AiresAv. Sarmiento com Av. Las HerasFone: (54 11) 4011-9900

A considerar: Além das mencionadas, o zoo conta com outras atrações como o passeio de barco, um cinema 3D e conferências didáticas. O preço dos ingressos muda dependendo das atrações que quer ver. Também tem visitas guiadas e organizam commemorações de aniversários para os mais pequenos.


Welcome Argentina - O que fazer em Cidade de Buenos Aires?

© 2003-2019 Proibida sua reprodução total ou parcial. Derechos de Autor 675246 Ley 11723