San Miguel del Monte: de gaúchos e piardas

San Miguel del Monte é uma cidade de tradição pecuária e um dos povos mais antigos da provincia de Buenos Aires. Sua bonita lagoa, povoada de grandes piardas, é um lugar preferido pelos amantes da pesca e a vida ao ar livre.
San Miguel del Monte é um povo de campo de qualquer ponto de vista. Aquí, percebem-se reminiscências do seu passado de chácaras e de glória de gaúchos. As ruas estreitas, as esquinas sem chanfros e as casas do antigo casco urbano veram passar parte da história dos fazendeiros da pampa e do então caudilho e fazendeiro Juan Manuel de Rosas.

De fazendas e caudilhos

Segundo conta a história, o povo prosperou no resguardo dos fortins que protegiam dos “malones” (ataque inesperado dos índios).
Seus grandes estabelecimentos pecuaristas, antanho defendidos dos indios por federais de farda vermelha, hoje viraram um inovador atrativo turistico que combina a vida rural, o contato com a natureza e todo o conforto dos novos complexos hoteleiros que atraem aos visitantes da cidade.
  • Um lugar preferido pelos amantes da pesca

    Um lugar preferido pelos amantes da pesca

  • Um dos povos mais antigos da provincia de Buenos Aires

    Um dos povos mais antigos da provincia de Buenos Aires

  • Esse magnífico povo de campo

    Esse magnífico povo de campo

  • A buscar o tessouro de piardas que esconde-se embaixo das águas

    A buscar o tessouro de piardas que esconde-se embaixo das águas

Nas suas tradicionais fazendas, é possível comer um churrasco de campo, realizar cavalgadas, caminhadas, caça, atividades de chácara e hospedagem em habitações de categoria muito bem decoradas com móveis e obras de arte do século XIX.

A residência que pertenceu ao don Juan Manuel de Rosas, originalmente localizada na fazenda Los Cerrillos, é um randho pampeano típico em excelênte estado de conservação que pode ser visitado todos os dias do ano.

Percorrendo suas habitações observamos de perto tudo: pertenças e retratos do prócer. Alí encontravam-se também os uniformes dos “vermelhos do monte”, o exército que o mesmo Rosas criou para a luta contra o indio.

De lagoas e piardas

Nos 720 hectáres de extensão da lagoa do Monte pratica-se tudo tipo de atividades como natação, canotagem, windsurf, yatching e esqui aquático.
Ao longo da sua ribeira arvorada olhamos cabanhas, hotéis, restaurantes, recreios e campamentos com todo o conforto para passar um agradável dia na beira da lagoa.

Cada ano, uma multidão aproxima-se a buscar o tessouro de piardas que esconde-se embaixo das águas de Monte.

Um empregado do clube de Pesca local falou que essa espécie é criada numa estação de piscicultura e que por isso a população mantém-se constante.
Cuando acessamos ao bote aconselhou-nos: “nos juncais beliscam os melhores exemplares”.

Conectada com a lagoa de Monte por um pequeño arroio, a lagoa Las Perdizes é um santuário para os amantes da pesca esportiva. Nas suas águas quase vírgens invadidas pela vegetação é normal ver pescadores mergulhando nos bancos de jucos em pequenas canoas, ansiosos por capturar piardas, dentuços e combativas trairas.

A apénas 100 kilómetros de Buenos Aires, esse magnífico povo de campo sabe dar presentes a quem visita um excelênte dia comgina perfeitamente a história dos fortins e seus “malones”, de gaúchos e indios, e a pesca esportiva. Tudo, quase ao alcançe das nossas mãos.
Leia passeio completo... Sebastián Picchetti / Pablo Etchevers

Dados úteis

Tipo de tour: Pesca e contemplativo

A considerar: Pode se chegar a San Miguel del Monte através da rota 3 percorrento somente 110 kilómetros desde o centro de Buenos Aires. De ônibus, desde a estação rodoviária de Retiro oferecem o serviço as empresas El Cóndor, La Estrella e Río Paraná.


Welcome Argentina - O que fazer em Cidade de Buenos Aires?

© 2003-2020 Proibida sua reprodução total ou parcial. Derechos de Autor 675246 Ley 11723